«

»

Mar
26
2011

Cartão pré-pago para viagem ao exterior. Vantagens e desvantagens.

Faz parte de qualquer viagem que o viajante estime o custo financeiro do deslocamento para garantir um equilíbrio nas contas do mês. Viajar por impulso, sem a mínima preocupação com o que vai aparecer na fatura do cartão de crédito é temerário e pode trazer prejuízos não só financeiros mas também de riscos subjetivos. Para os viajantes que preferem prevenir e planejar a viagem, surgiu  o cartão pré-pago que funciona como um cartão de débito, mas é carregado em moeda estrangeira no país de origem do viajante.

Uma vez no exterior o detentor do cartão poderá sacar em caixas eletrônicos ou mesmo efetuar compras em estabelecimentos autorizados. Há tarifa cobrada na aquisição, carga e recarga.

O que é o cartão pré-pago para viagem

Pode-se dizer que trata-se de um contrato de câmbio, assinado no momento da aquisição do “plástico” como é denominado pelo mercado de capitais, e com fundamento no art.23 da Lei 4.131/62 e art.72 da Lei 9.069/95 e no regulamento do mercado de câmbio e capitais internacionais.

De acordo com a o art.5 da Resolução 3919 do Banco Central do Brasil, o cartão pré-pago é um serviço diferenciado admitindo-se a cobrança de tarifas desde que explicitadas ao cliente ou ao usuário as condições de sua  utilização e de pagamento. Existem vários tipos de cartão pré-pago no mercado com finalidades múltiplas, como aqueles destinados a presentes (Gift Card ou Visa presente), Cartão Megabônus (os gastos geram bônus), a viagem (Visa Travel Money) etc..

O que interessa para este artigo é o cartão pré-pago para viagem, que traduz o contrato de câmbio acima referido. As instituições financeiras comercializam esse produto atualmente em duas moedas: dolar e euro.

Vantagens

  • Não gera fatura.
  • Não é vinculado a uma conta corrente.
  • Valor do cartão fica assegurado para realizar despesas.
  • Segurança.
  • Proporção por saque em relação ao cartão pós-pago. (ver comentário adiante)
  • Cartão adicional para o cônjuge ou familiar.

Desvantagens

  • Tarifa por inatividade. (6 meses pelo Banco do Brasil €3 ou US3)
  • Aquisição de cartão adicional. (R$5,00 pelo Banco do Brasil)
  • Cartão Emergencial em caso de perda/furto.(€50 ou US50 pelo Banco do Brasil)
  • Recarga. (R$7,00 pelo Banco do Brasil – por evento)
  • IOF na operação.
  • Saque por evento. (€2,50 ou US2.50 pelo Banco do Brasil)
  • Há limites de acordo com o perfil do cliente.

Equlíbrio (nem vantagem nem desvantagem)

  • Aquisição do cartão (tarifa de R$10,00 pelo Banco do Brasil)
  • Aquisição de 2a.via (tarifa R$10,00 pelo Banco do Brasil)

Cartão de crédito pós-pago x pré-pago

Dependendo de suas necessidades e conveniência o cartão pré-pago para viagem pode representar um controle e funcionalidade para suas contas do mês bem superiores ao tradicional cartão pós-pago. Isso porque para um saque  no exterior com o pré-pago o viajante irá desembolsar €2,50 ou US2.50 por saque contra 2,50% por evento no cartão pós-pago (crédito ou débito).

Em outras palavras: Um saque ou compra de €1.000 no pós-pago custará €25 de tarifa, enquanto no pré-pago a tarifa será de €2,50.

Porém, isso deverá ser bem planejado para que represente uma vantagem, pois caso o viajante prefira utilizar o cartão nas suas compras e/ou saques  várias vezes durante o período de viagem poderá ficar no prejuízo pois o valor da tarifa no pré-pago é fixa e sendo assim um saque/compra de €100 custará os mesmos €2,50, que se realizado mais de 10 vezes no mês  ultrapassará a tarifa de  €25 de uma compra de €1.000 no pós-pago.

Frise-se ainda que no cartão pós-pago existe ainda a chamada tarifa de conversão de moedas que pela tabela do Banco do Brasil está em torno de 2% por evento.

Uma dica para economizar com a tarifa seria sacar uma vez para pequenas despesas e se estiver preocupado com segurança ( em transportar dinheiro consigo) deixe as compras maiores para fazer com o cartão pré-pago. Porém, se “segurança” não  for problema, o melhor mesmo é sacar tudo de uma vez para economizar com taxas e tarifas bancárias.

Alguns cartões pré-pagos para viagem existentes no mercado brasileiro

  • Visa Travel Money
  • Mastercard Cash Passport
  • American Express

Vários bancos já passam a comercializar o cartão pré-pago para viajantes com as diferentes bandeiras (Visa, Mastercard etc.). O Banco do Brasil por exemplo começou a divulgar o produto Visa Travel Money no final de 2010, já a Mastercard e American Express lançaram o cartão em março deste ano. Como a concorrência vem aumentando convém analisar a Tabela de Tarifas Pessoa Física que geralmente é disponibilizada na internet por cada instituição.

As vantagens só poderão ser realmente efetivas se existir um planejamento por parte do viajante/consumidor sobre o  uso do cartão, conforme acima mencionado.

Fontes:
Banco Central do Brasil (BACEN)
Banco do Brasil (Visa TravelMoney)
Banco do Brasil (Tabela de Tarifas Pessoa Física)
Editora Abril: Revista Exame, formato eletronico.
Uol: Notícias.

Posts relacionados:
Viajante sofre com recusa de dolar antigo